<< voltar

Projeto – 061/2013

14 a 16.12.16 - VI ENALIC – Encontro Nacional da Licenciaturas

O Coordenador Institucional PIBID/UNIFRA – Prof. Marcos Alexandre Alves, Juntamente com Coordenadores de Área – Profa. Janaina Souza Teixeira e Profa. Mitieli Seixas da Silva, 3 Professores Supervisores e 34 Bolsistas de Iniciação à Docência – PIBID/UNIFRA, participaram, qualidade de comunicadores de trabalhos, entre os dias 14 a 16 de dezembro de 2016, do VI ENALIC – Encontro Nacional da Licenciaturas, juntamente com o V Seminário Nacional do PIBID, o IV Encontro Nacional de Coordenadores do PIBID e X Seminário Institucional PIBID PUC\PR. Os eventos acontecem na PUCPR, na cidade de Curitiba, PR e  contou com a presença de cerca de 2500 participantes de todo o país.

http://eventosunioeste.unioeste.br/index.php/apresentacao-enalic

20161215_092710-1 (1) IMG-20161216-WA0001 IMG-20161216-WA0010 IMG-20161216-WA0012

26.02.16 – Palestra “Base Nacional Comum Curricular” integra a agenda de discussão do PIBID/UNIFRA

 

A construção participativa da Base Nacional Comum Curricular (BNCC) foi o tema da palestra que ocorreu no dia 26/02/2016, no Centro Universitário Franciscano (UNIFRA), proferida pelo coordenador do Ensino Fundamental do MEC, Prof. Dr. Elsio José Corá. Essa foi uma atividade promovida pelo PIBID e os Cursos de Licenciatura da UNIFRA, cujo objetivo foi promover a interação entre Universidade e Escolas envolvendo os coordenadores pedagógicos da Rede Municipal de Ensino (SMED) e professores dos cursos de licenciaturas da IES.

A BNCC está prevista no Plano Nacional de Educação (PNE), que entrou em vigor em 2014 e propõe uma referência para os projetos pedagógicos das escolas, com uma parte diversificada, que permita abordar aspectos regionais e locais. No ar desde setembro de 2015, o portal da Base recebe contribuições de alunos, professores, pesquisadores e organizações. O prazo final para que o documento esteja pronto e aprovado é junho de 2016.

Em sua palestra, o professor Élsio José Corá levantou alguns pontos importantes sobre a Base Comum Curricular, seu reflexo no ensino e sua finalidade. Segundo ele, a base é uma forma de explicitar e disponibilizar os elementos fundamentais que precisam ser ensinados nas seguintes áreas de conhecimento: matemática, linguagens, ciências da natureza e humanas, constituindo assim um entendimento em torno do que é importante no processo de desenvolvimento dos estudantes. Além disso, constitui-se como um auxílio para que a gestão escolar possa formular e reformular suas propostas pedagógicas, em diálogo com as diferenças presentes em cada escola.

Prof. Dr. Marcos Alexandre Alves – Coordenador Institucional PIBID/UNIFRA

MAB_3691 MAB_3695 MAB_3703 MAB_3704 MAB_3705 MAB_3709

 

19.09.2015 – Circuito PIBID/UNIFRA

Trata-se de um espaço de socialização das principais ações didático-pedagógicas desenvolvidas pelos Subprojetos PIBID do Centro Universitário Franciscano. O objetivo desse espaço é mostrar à comunidade local e regional a dinâmica do processo de formação e valorização da profissão docente; promover a integração entre educação superior e básica; proporcionar oportunidades de criação e participação em experiências metodológicas, tecnológicas e práticas docentes de caráter inovador e interdisciplinar; incentivar escolas públicas de educação básica, mobilizando seus professores como coformadores dos futuros docentes; contribuir para a articulação entre teoria e prática necessárias à formação dos docentes, elevando a qualidade das ações acadêmicas nos cursos de licenciatura.

 Confira as fotos!

PROGRAMAÇÃO

Primeira atividade – 9h

Apresentação de um Vídeo institucional do PIBID com depoimentos de Bolsistas PIBID (Iniciação à Docência, Supervisores e Coordenadores de Áreas) falando sobre a importância do PIBID na sua formação humana e profissional; bem como de Professores dos Cursos de licenciatura, relatando as especificidades dos cursos de licenciatura e suas principais áreas de atuação profissional.

Segunda atividade – 11h

Apresentação do Relato de algumas Atividades Didático-Pedagógicas desenvolvidas pelos Subprojetos – PIBID:

Filosofia – Cartilha da Cidadania; Mitologia grega;

Geografia – História em quadrinhos sobre diferentes etnias;

História – Exibição de reportagem sobre o “Baile Medieval”;

Matemática – Oficina sobre volume, área e superfície;

Letras/Português – Rádio Escola.

Terceira atividade: 14h

Apresentação de Teatro de Fantoche – Organizado pelo Subprojeto PIBID Pedagogia.

Quarta atividade: 16h

Apresentação de um Diálogo literário-filosófico sobre a vida e a obra William Shakespeare e a sua implicação no mundo contemporâneo. Dentre as diversas questões debatidas, destacam-se as seguintes: vale a pena ler Shakespeare hoje? Qual a contribuição do seu pensamento para a formação humana e cultural? Essa atividade é promovida pelos Subprojetos PIBID Letras/Inglês e Filosofia.

Atividades (permanentes):

Subprojeto Letras-Inglês: Jogo da trilha e os quizzes (testes orais sobre diferentes temas) na língua inglesa.

Subprojeto Geografia: Aplicativo QR (Quick response). Perguntas do ENEM transformadas em códigos que são lidas pelo Smartphone.

Subprojeto Letras-Português: Contação de histórias.

Subprojeto Pedagogia - Grupo do Charles Chaplin

Subprojeto Matemática: Jogos matemáticos.

Subprojeto Filosofia:  Jogos Filosóficos (dilemas morais e raciocínio lógico).

Subprojeto História: Exposição de desenhos sobre história do vestuário;  História da Alimentação.

 

16.12.2014 – Atividade de encerramento das Oficinas Pedagógicas – 2014

… contou com a participação da magnífica Reitora do Centro Universitário Franciscano, Iraní Rupolo, enfatizando a temática ”Desafios e potencialidades da profissão docente”.

Nesta oportunidade também foram apresentados os resultados de algumas atividades desenvolvidas pelos subprojetos, finalizando com uma confraternização.

Encerramento 20141216_193531 20141216_193427 20141216_200136 DSC01286 DSC01288 DSC01289 DSC01290 DSC01291

2014 – Reuniões colegiada da Equipe Institucional, Coordenadores e PROGRAD.

Implementação de uma gestão institucional compartilhada com reuniões de estudos e planejamento, envolvendo a equipe diretiva do PIBID e PROGRAD.

DSC00016DSC00018DSC00020Reuniões colegiadas 001Reuniões colegiadas 050Reuniões colegiadas 053Reuniões colegiadas 054Reuniões colegiadas 056Reuniões colegiadas 004

17.10.2014 – ESTÍMULO À PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO MATEMÁTICO

DSC00459 DSC00424 DSC00358 DSC00357 DSC00356 DSC00355 DSC00354

23.09.2014 - CIRCUITO PIBID/TOUR DOS CURSOS DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES 

Experiência Universitária!

Confira as fotos dos alunos do ensino médio que participaram do Circuito PIBID/Tour dos cursos Filosofia, Geografia, História, Letras, Matemática e Pedagogia.

Recepção e apresentação dos Cursos de Graduação de Formação de Professores do Centro Universitário Franciscano

 
 
Circuito PIBID Conjunto I – Centro Universitário Franciscano

FILOSOFIA

No curso de Filosofia, adquirem-se conhecimentos básicos e complementares referentes ao processo de ensino-aprendizagem do ensino fundamental e médio. Este profissional é responsável por investigar e questionar com profundidade o conhecimento do mundo e do homem. Durante o curso, o aluno estuda as grandes correntes do pensamento e as obras dos filósofos. Nesse contexto, busca-se desenvolver, nos acadêmicos, uma educação interdisciplinar que proporcione, além dos conhecimentos conceituais e pedagógicos, próprios da formação acadêmica na área, o desenvolvimento de saberes essenciais à educação. Dessa forma, o profissional não restringe a sua atuação docente à mera reprodução e repasse de informação, mas compromete-se com a construção/reconstrução do conhecimento e com a tomada de decisões no âmbito do seu trabalho, adquirindo, assim, uma percepção ampla da realidade e do conhecimento, continuamente renovados.

Para tanto, o curso privilegia mecanismos capazes de desenvolver no aluno a cultura investigativa, metodológica e a postura pró-ativa que lhe permite avançar no desconhecido.

GEOGRAFIA

O curso de Geografia proporciona mecanismos capazes de desenvolver no estudante a cultura investigativa, metodológica e a postura proativa diante do processo de construção do conhecimento. Propõe a formação do estudante, o desenvolvimento de competências e habilidades para que ele seja capaz não apenas de transmitir informações, mas também desenvolver o senso crítico, a cidadania e compreender as transformações.

O egresso do curso de Geografia atinge o mercado de trabalho dotado de conhecimentos básicos e complementares de Geografia para a atividade no ensino Fundamental e Médio. Implica também em um processo de formação profissional e científica que articula as dimensões do ensino, da pesquisa e extensão.

Para atingir finalidades e objetivos o curso de licenciatura em Geografia, apresenta dois eixos obrigatórios e articulados: um de conhecimentos específicos e outro didático-pedagógico. Assim, o licenciado desenvolve, ao longo do curso, inserção sobre a produção de metodologias inovadoras e instigadoras da prática pedagógica.

HISTÓRIA

No curso de História, busca-se a formação de profissionais comprometidos com a realidade social a partir da sensibilidade crítica, criativa e reflexiva.Valorizam-se mecanismos capazes de desenvolver no estudante a cultura investigativa, metodológica e a postura proativa. Esta área estuda o passado do homem em seus vários aspectos como: economia, sociedade, cultura, cotidiano, etc.

A excelência do ensino é entendida como o ensejo de um ensino que compreenda os conhecimentos básicos e complementares de história. Além disso, implica também em um processo de formação profissional e científica que articule na prática e para além da mera formulação retórica, as dimensões do ensino, da pesquisa e extensão.

Assim, além dos conteúdos específicos, o licenciado em história tem uma formação direcionada também às questões relativas ao ensino e à produção de recursos didáticos. Pode-se elencar, ainda, um terceiro eixo, que trata do tema patrimônio e história, no qual, em virtude da ampliação das possibilidades de trabalho para o egresso dos cursos de história, são fornecidos conteúdos referentes aos acervos documentais e ao patrimônio histórico, aplicados no ensino da história.

MATEMÁTICA

A Licenciatura em Matemática foi concebido a partir da análise e reflexão constante das Diretrizes Curriculares, para a formação de professores. Nesta área estudam-se conceitos de álgebra, análise matemática, estatística, física, geometria, informática na educação e fundamentos da matemática.

Durante a trajetória acadêmica, deve haver uma articulação forte entre o saber matemático e o saber pedagógico, pois isso é fundamental na formação de recursos humanos voltados para a educação. A formação do professor de Matemática não depende apenas do domínio de conteúdos e técnicas, mas de um conhecimento aliado ao contexto sociocultural da sociedade e da realidade escolar. O profissional pode relacionar vários campos da Matemática para elaborar modelos, resolver problemas e interpretar dados.

BIBLIOTECA

Foi fundada em 19 de dezembro de 1953. Atualmente, o acervo possui 173.000 volumes, com diversos materiais, entre eles, livros, periódicos nacionais e internacionais, DVDs, mapas, disquetes, CDs, fitas cassete e fitas VHS. Utiliza o Sistema Pergamum para o gerenciamento das atividades.

Ocupa três andares do Prédio 2, do Conjunto I. Está dividida entre os setores: Recepção, Atendimento (empréstimos, devoluções, pagamento de multas e renovações), Sala de Multimídia, Sala de Periódicos, Setor de Aquisição, Setor de Restauração, Setor de Processamento Técnico e Direção. Possui nove salas de estudo em grupo e um salão para leitura. É considerada a biblioteca mais completa da região central do Estado pela abrangência de seu acervo e variedade de títulos.

 

Circuito PIBID Conjunto III – Centro Universitário Franciscano

RECEPÇÃO E COFFEE BREAK

LETRAS – LÍNGUA PORTUGUESA

No curso de Letras, busca-se a formação de profissionais comprometidos com a realidade social, compatível com o senso crítico, criativo e reflexivo, tendo em vista a apropriação, a reelaboração e a produção do saber. Esse profissional atua com a língua portuguesa e sua respectiva literatura. Pode lecionar em classes do ensino fundamental, médio e superior, bem como atuar na parte de correção de textos. O estudante estará em contato com assuntos como semântica, fonologia, teoria literária, entre outros. Esse profissional terá que possuir domínio do uso da língua, em termos de sua estrutura, funcionamento e manifestação cultural, além de estar consciente das variedades linguísticas e culturais. E também, ter capacidade de resolver problemas, tomar decisões, trabalhar em equipe e comunicar-se dentro da multidisciplinaridade dos diversos saberes que compõem sua formação. Aprender a aprender é condição necessária para que o profissional possa assimilar as constantes novas técnicas educacionais. Para tanto, o compromisso construtivo estará presente em todas as atividades curriculares. Dentre tais estruturas, destacam-se a integração do ensino com a pesquisa e a extensão, os programas de iniciação científica, os programas de prática profissional e os programas específicos de aprimoramento discente.

LETRAS – PORTUGUÊS E INGLÊS

No curso de Letras, busca-se a formação de profissionais comprometidos com a realidade social, compatível com o senso crítico, criativo e reflexivo, tendo em vista a apropriação, a reelaboração e a produção do saber. Esse profissional atua com a língua portuguesa e inglesa e a literatura portuguesa. Pode lecionar em classes do ensino fundamental, médio e superior, bem como atuar na parte de correção de textos e traduções. O profissional terá que possuir domínio do uso da língua, em termos de sua estrutura, funcionamento e manifestações culturais, além de possuir consciência das variedades linguísticas e culturais. E também ter capacidade de resolver problemas, tomar decisões, trabalhar em equipe e comunicar-se dentro da multidisciplinaridade dos diversos saberes que compõem sua formação. Aprender a aprender é condição necessária para que o profissional possa assimilar as constantes novas técnicas educacionais. Para tanto, o compromisso construtivo estará presente em todas as atividades curriculares. Dentre tais estruturas, destacam-se a integração do ensino com a pesquisa e a extensão, os programas de iniciação científica, os programas de prática profissional e os programas específicos de aprimoramento discente.

PEDAGOGIA

No curso de licenciatura em Pedagogia, a finalidade é a formação de profissionais competentes da educação, para atuar no processo educativo e em processos sociais, com vistas a possibilitar alternativas educacionais para enfrentar as problemáticas que emergem no mundo atual.

O pedagogo trabalha para garantir e melhorar a qualidade da educação. A proposta do curso envolve a formação de um profissional da educação que se aproprie, construa e reconstrua o conhecimento; que tenha domínio e compreensão da realidade de seu tempo e capacidade de atuar no contexto em que se insere. Assim como entenda o saber docente não apenas como complementação, mas como um processo construtivo pelo qual se realiza a assimilação de conhecimentos e habilidades pedagógicas. Através dos estágios curriculares supervisionados, o acadêmico articula a prática da pesquisa, pautada nas vivências reflexivas, essenciais à dinâmica da sala de aula, da gestão e da organização escolar.

MAIS UNIFRA

É um espaço virtual que começou a ser concebido no início do ano letivo de 2010, para ser um repositório de objetos de aprendizagem e conteúdos digitais. Na ocasião, a Pró-Reitoria de Graduação reuniu um grupo de professores e alunos para formarem duas equipes a trabalharem em conjunto: a equipe pedagógica, responsável pela concepção dos conteúdos e objetos, e a equipe tecnológica, responsável pela materialização do concebido em produtos tecnológicos, além de conceber o ambiente como um todo. Ao longo do primeiro semestre de 2010, essas duas equipes reuniram-se para a concepção geral do Espaço Virtual de Aprendizagem MAIS Unifra, trabalho este que contou com leitura e discussão de material teórico-prático acerca do mundo digital e da web 2.0.

O segundo semestre de 2010 foi dedicado à elaboração de conteúdos e objetos, bem como à criação do espaço virtual. O MAIS Unifra deixou de ser apenas um repositório e passou ao status de rede social sobre conhecimento acadêmico. Durante o primeiro semestre de 2011 os conteúdos e o espaço foram finalizados e a proposta foi disponibilizada para a comunidade acadêmica da UNIFRA. Nesse período também houve a testagem do espaço, considerando a navegação e as informações disponíveis. A testagem serviu para que pudéssemos identificar possíveis problemas no MAIS. Atualmente, seguimos com a produção de conteúdos e objetos e com a implementação do espaço.

ARAI - Assessoria de Relações Acadêmicas Interinstitucionais

A Assessoria de Relações Acadêmicas Interinstitucionais (ARAI) do Centro Universitário Franciscano foi criada com o objetivo de fomentar as relações interinstitucionais, tanto nacionais quanto internacionais, voltadas à promoção do conhecimento acadêmico, científico e tecnológico. A fim de atingir tal objetivo, a ARAI tem buscado, basicamente, a negociação de convênios bilaterais, a implementação de parcerias já existentes e a divulgação de programas de cooperação e oportunidades de intercâmbio para a sua comunidade acadêmica.

A existência da ARAI deve-se, principalmente, à necessidade de promover a construção conjunta do conhecimento, sobretudo em nível acadêmico-cultural, por meio da troca de ideias, interesses e valores humanos. Em vista disso, acordos e programas de cooperação acadêmica entre instituições de ensino superior têm sido o foco de discussões sobre as atuais políticas de intercâmbio, em eventos que reúnem assessores de assuntos interinstitucionais e internacionais de diferentes lugares, porém com propósitos bastante idênticos.

Sob essa perspectiva, portanto, a ARAI do Centro Universitário Franciscano constitui-se numa possibilidade para a concretização de metas profissionais, que partem do interesse individual de cada sujeito, mas que resultam de uma necessidade coletiva cada vez mais evidente – a permuta, seja de valores sócio-culturais, seja de conhecimento científico-acadêmico.

UNIFRA IDIOMAS